sexta-feira, 6 de julho de 2012


  Olá gente, trouxe mais uma atualização pra vocês: Tsukihime. Bom, é um anime que não me agradou como um todo. Uma pitada de mistério e um pouco de mutilações são sempre atrativos, mas confesso que essa trama era um tanto quanto enrolada demais. Vamos aos comentários?


  História: A série se passa na cidade japonesa Misaki e segue a vida do protagonista, Shiki Tohno, um jovem de 17 anos e membro de uma família nobre que sofreu uma grave e misterioso acidente quando era mais novo. No qual deixou uma enorme cicatriz em seu peito. Ele então acorda em um hospital é recebe a notícia de que "supostamente" sofreu um acidente de carro que fez com que um fragmento de vidro penetrasse em seu peito e causasse um grave ferimento. Esse acidente teve para ele duas consequências, uma saúde frágil por causa da anemia adquirida após o acidente, e uma habilidade sobrenatural de enxergar "linhas de morte" em pessoas e objetos. Essa habilidade é conhecida como Chokushi no Magan  linhas estas que se trespassadas com algum objeto afiado fazem com que as coisas em questão se quebrem em pedaços as destruindo instantaneamente, porém, isso lhe causa imensas dores de cabeça como a sua mente não pode lidar com a visão da morte. Shiki então encontra-se com a feiticeira Aoko Aozaki (irmã de Touko Aozaki, uma protagonista da série Kara no Kyoukai, do mesmo criador de Tsukihime). Rejeitado por seu pai após o ocorrido, foi viver na casa de parentes mais afastados da família, os Arima, uma das sub-famílias dos Tohno.


  Oito anos se passam assim, e a morte de seu pai faz com que ele seja chamado de novo para a casa sede dos Tohno. Justamente quando uma onda de misteriosos assassinatos tem início na cidade, onde todas as vítimas são encontradas com o sangue drenado de seus corpos, fazendo a mídia apelidar o serial killer de "o vampiro moderno". Ao se mudar da casa de seus tios ele recebe uma caixa de herança de seu pai. Dentro da caixa há uma faca chamada de "Nanatsu Yoru" (lit. Sete Noites). Mais tarde ele passa por uma linda misteriosa mulher de cabelhos loiros na cidade e sente um estranho impulso homicida. Ela é Arcueid Brunestud, nesse momento Shiki não estava ciente de seus atos e no meio do caminho ele a mutila em 17 pedaços utilizando a habilidade de seus olhos. Após matar a mulher, Shiki perde a consciência e acorda em um quarto na Mansão Tohno. Lá ele descobre que sua irmã mais nova Akiha havia mandado uma das empregadas, Kohaku, ir buscá-lo e que o encontrou caído sozinho no parque. A ausência de sangue em suas roupas e no canivete que ele carregava faz com que ele acreditasse que tudo não passasse de um sonho, até que no dia seguinte, a caminho da escola, encontra a mesma mulher que havia matado em seu sonho sorrindo e esperando por ele. De início Shiki não acreditava no que via, mas enfim Arcueid revela ser uma vampira. Exausta por ter sido morta por Shiki ela "gentilmente" o pede para ajudá-la a caçar o vampiro responsável pelos assassinatos. Com remorso por tê-la matado, Shiki resolve ajudar Arcueid até que esta se recupere.


  Bom, os boatos que eu escutei são de que os personagens são melhor explorados no mangá. E deveriam mesmo. Entendo perfeitamente a decepção de alguns fãs da história em relação ao anime sem nem mesmo ter lido o mangá. Você fica sem entender "bulhufas" do passado das personagens. A primeira vista, parece ser uma história muito interessante...e bom, tinha tudo pra ter sido. Não é que tenha sido péssima, apenas FALTOU MUITO para que ela conseguisse ser adjetivada de boa. O fato é que dá a impressão de que os personagens são muito vazios. Akiha (irmão do protagonista) é uma personagem que poderia ter sido melhor explorada no anime. Infelizmente, foi decepcionante.  A impressão que ficou é de que as personagens eram carapaças sem sentimentos e sem um passado a fim de cumprir apenas o roteiro enroladíssimo da trama.


 Bom, as gêmeas (empregadas da mansão) da foto acima são outras duas personagens que poderiam ter sido exploradas e não foram. Os próprios personagens principais não foram bem explorados. A história da princesa da lua se resume a abertura do anime e poucos minutos de explicação. Assim não dá pra fazer uma boa história. :/ Me recomendaram Kara no Kyoukai do mesmo autor e sinceramente eu não sei se aguento outra trama tão enrolada e com essas "linhas de morte". Sinceramente, não recomendaria esse anime pra ninguém. Quer dizer, não sei, outra pessoa pode enxergar além do que eu enxerguei, analisar diante de outra perspectiva. Se quiserem, deem uma chance. 


  Bom, mas nem tudo foi tão decepcionante. A trilha sonora era perfeita. Faltou o anime ser perfeito para a trilha sonora, mas a intensão foi boa. Gente, Tsukihime é uma trama que possui um certo mistério, mas um mistério muito chato, um mistério que cansa...não chega a empolgar como Another. Quando por fim você começa a descobrir e desvendar os fatos, a sensação que permanece é de: "Tudo isso... pra isso?" Diferente de querer saber o que iria acontecer lá na frente e engatar todos os episódios de uma vez, eu pensei em desistir. Acredito que só não desisti porque estou de férias e sem nada pra fazer. Bom, se vocês se interessarem eu baixei o anime pelo anime ambient. Bom Fim de semana e até a próxima. ;)


Reações:
Posted by Cecília On 22:57 2 comments

2 comentários:

  1. Estou acompanhando o mangá que é bom, claro para quem gosta do estilo do anime, assisti o anime e também não gostei dele, achei o mangá bem melhor.
    Abraços^^

    ResponderExcluir
  2. Não existe anime de Tsukihime.

    Leia a Visual Novel se quer saber os mistérios acerca de todos os personagens.

    ResponderExcluir

Gente, o comentário de vocês é muito importante! hihi Aguardo ansiosamente pela opinião de vocês ;)

  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube